test

A mídia como dispositivo pedagógico: o educar dos corpos femininos

ISBN: 978-65-89569-24-4

Autoras

Daniela Oliveira Ramos dos Passos

Historiadora | Pesquisadora

AMPIC e FaE-UEMG

Deiziane Ferreira

Pedagoga | Pesquisadora

FaE-UEMG

Jéssica Moreira Barbosa

Pedagoga | Pesquisadora

FaE-UEMG

Letícia Alves de Melo

Pedagoga | Pesquisadora

FaE-UEMG

Letícia Unsonst da Silva

Pedagoga | Pesquisadora

FaE-UEMG

Sheilla Cristina dos Anjos Pains

Pedagoga | Pesquisadora

FaE-UEMG

Sinopse

Este livro tem por objetivo analisar a influência das mídias sociais, especificamente o Instagram e o Twitter, sobre os corpos femininos e pensar de que forma a mídia atua como dispositivo pedagógico, de modo a educar o corpo da mulher. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa de caráter qualitativo envolvendo a revisão de literatura de autoras como: Judith Butler, Guacira Lopes Louro, Adriana Piscitelli, Kimberlé Crenshaw, Céli Regina Jardim Pinto, Simone de Beauvoir, Avtar Brah, Conceição Evaristo, Djamila Ribeiro; e realizada a análise das redes sociais Instagram e Twitter buscando por perfis influentes que tratam de questões sobre o cotidiano e o corpo feminino. Com enfoque em analisar os aspectos pedagógicos das mídias, esses estudos foram amparados pelas percepções freireanas de educação não formal e como processo permanente. Observamos que as mulheres têm aprendido por meio das mídias sociais a se relacionarem melhor com seus corpos e têm estado mais reflexivas sobre os conjuntos de hábitos, comportamentos e papéis atribuídos ao gênero feminino. Assim, foi possível compreender a importância da mídia enquanto dispositivo pedagógico, que atua de modo a levantar debates que visam a criticidade das sujeitas, promovendo assim a sua libertação diante de um sistema que oprime os seus corpos.

A editora da AMPIC- Associação Mineira de Pesquisa e Iniciação Científica.